O Mapeamento do Fluxo de Valor (MFV) é uma poderosa ferramenta do Lean Manufacturing. Além de servir para que a empresa conheça detalhadamente seus processos de fabricação, ela permite uma visão sobre os desperdícios que estão sendo gerados pela empresa e, a partir disso, solucionar os problemas que causam isso.

Para entender melhor esse conteúdo é importante explicar, brevemente, o que seria o Lean Manufacturing. O Lean é uma filosofia que é inteiramente focada na eficiência dos processos. Nela, o objetivo central de todas as ações é entregar o máximo de valor com a menor quantidade de recursos possíveis. Tente pensar em como isso funcionaria na sua empresa.

Exemplificando os desperdícios, aqui estão listados os mais comuns nas empresas:

  • Super processamento;
  • Estoque incorreto;
  • Defeitos;
  • Espera;
  • Transporte;
  • Movimento excessivo;
  • Excesso da produção.

 

Um Mapa de Fluxo de Valor e seus símbolos

De forma geral, para fazer um fluxo de valor é necessário utilizar vários símbolos. Porém, eles são simples e podem ser compreendidos de forma intuitiva.

Figura 1: Símbolos mais utilizados em um Mapa de Fluxo de Valor.

Após entender o significado dos símbolos fica mais fácil entender como é feito e as informações contidas em um Mapa de Fluxo de Valor.

Figura 2: Mapa de Fluxo de Valor Completo

Como fazer um Mapeamento de Fluxo de Valor?

Primeiramente, deve-se definir qual produto da empresa deseja-se mapear primeiro. Além disso, é necessário decidir os limites do nosso mapa. A maioria dos mapas de fluxo de valor são conduzidos do fornecedor até o cliente dentro de uma organização e estas devem ser as primeiras caixas colocadas em seu MFV para consolidar o processo.

Em segundo lugar, é importante definir as etapas do processo de produção para o seu mapa. As etapas do processo são as várias operações que são realizadas no produto, e estas geralmente estão localizadas em um único local com um ponto que o inventário entra e depois sai.

Depois de definir as etapas, é necessário obter as medidas relevantes e registar os dados em cada parte do processo. Com isso, é possível obter informações detalhadas sobre todas as etapas e observar de forma clara os pontos em que há erro.

Como obter resultados do Mapa de Fluxo de Valor?

Para obter resultados é necessária uma visão de onde queremos acabar para que possamos concentrar nossos esforços na conquista de um “estado ideal” acordado. Sabendo disso, é necessário a produção de um mapa de fluxo de valor de estado ideal, que é um mapa que representa como a empresa deve estar na sua forma perfeita.

Com os dois mapas em mãos é possível observar as diferenças entre eles. Dessa forma, é importante destacar as mudanças que devem ser feitas no Mapa de Fluxo de Valor atual, para que elas, quando aplicadas, obtenham resultados de forma mais eficiente.