Quando surgiu?

O Movimento Empresa Júnior (MEJ) surgiu na França, em 1967, na ESSEC (L’Ecole Supérieure des Sciences Economiques et Commerciales de Paris), como resultado de um projeto do governo para incentivar a criação de novas empresas. Os alunos dessa universidade criaram uma associação com objetivo de aproximar os alunos do mercado de trabalho e proporcionar um ambiente empresarial com foco nos serviços de consultoria para empresas de mercado. O conceito do movimento se espalhou e ganhou força pelo mundo todo.

O que é uma empresa júnior?

Uma empresa júnior é uma associação civil, sem fins lucrativos constituídas e gerida exclusivamente por graduandos de instituições de ensino superior. Os alunos buscam vivência empresarial e uma aplicação prática dos conceitos vistos em sala de aula, oferecendo projetos de consultoria na sua área de atuação por um preço abaixo do mercado. Todo dinheiro é reinvestido na capacitação dos próprios membros, que além da possibilidade de desenvolverem competências técnicas, também possuem a oportunidade de terem um contato direto com o mercado de trabalho.

Como é no Brasil?

No Brasil, a primeira empresa júnior surgiu na década de 1980 e, atualmente, existem mais de 600 empresas juniores, com cerca de 15 mil universitários envolvidos. Elas são representadas por quatorze federações estaduais, e pela confederação no âmbito nacional, a Brasil Júnior. Tais organizações prestam serviços de consultoria nas diversas áreas do conhecimento e juntas elas realizam mais de 2.000 projetos por ano, o que totaliza um PIB superior a 10 milhões de reais anuais.

Premiações da PJ no MEJ

A PJ foi uma das empresas juniores do Brasil a conquistar, em 2015 e 2013, a régua de 500 pontos no PEG – Prêmio de Excelência em Gestão – que contou com a participação da FNQ e da Falconi em seu processo de criação. Essa avaliação passou a partir de 2013 a substituir o SMD, sistema de avaliação através do qual a PJ foi considerada a melhor Empresa Junior de Engenharia do país por três anos consecutivos. Além disso, a empresa conquistou diversos prêmios em eventos realizados por todo o país. Alguns desses prêmios são:

EMEJ 2015

Melhor Case (O impacto do desenvolvimento de um maquinário personalizado)

ENEJ Brasília 2015

Régua de 500 Pontos PEG (Programa de Excelência em Gestão)

ENEJ Porto Alegre 2013

Régua de 500 pontos PEG e Prêmio Ambev

 

EREJ 2015

Melhor Case (Capacitando membros por meio da prestação de servições alinhados à estratégia da EJ) e Melhor Case de Projeto Externo (Os legados de um projeto inovador)

EEJ BA

Melhor Case Interno e Melhor Case do Evento

IX Prêmio Fejemg

Prêmio FEJEMG de Qualidade e Produtividade, Prêmio EJ Empreendedora, Segundo lugar no Prêmio Mãos a Obra e Segundo Lugar no Prêmio Mãos na Massa

Em 2012, a PJ também teve o reconhecimento pelo seu trabalho e conquistou alguns dos principais prêmios que disputou. Alguns deles estão relacionados a seguir:

Concentra DF 2012

Melhor Case de Projeto Interno e Melhor Case do Evento (Aprendendo a prospectar clientes – como envolver a empresa para alcance de resultados)

EMEJ 2012/Prêmio Fejemg

Melhor Case de Insucesso (Não quantifique a motivação, qualifique), Segundo lugar na categoria Mão na Massa, Primeiro lugar na categoria Mão na Roda, Primeiro lugar no Prêmio FEJEMG de Qualidade e Produtividade e Segundo lugar Empresa Júnior Sustentável NOCLIMA

ENEGEP

Melhor Case do Evento (O Mapa do Stakeholder: fidelizado sua Instituição de Ensino superior por meio de excelência em projetos)

EPEJ

Melhor Case de Modelo de Gestão (A Busca pela Excelência em Gestão)

ESEJ

Melhor Case de Insucesso (Não quantifique a motivação, qualifique)

InternEJ

Melhor Case de Modelo de Gestão (A Busca pela Excelência em Gestão) e Melhor Case de Projeto Externo (Sua Instituição de Ensino Superior pode ser seu cliente: fidelizando um stakeholder estratégico)

JEWC

Top Perspectiva MEJ e Top Perspectiva Projetos